A guerra envolvendo Rússia e Ucrânia voltou a impactar a produção global de aço em abril, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 25 de maio, pela World Steel Association. A produção mundial de aço bruto para os 64 países que reportam à World Steel foi de 162,7 milhões de toneladas (Mt) em abril de 2022, uma queda de 5,1% em relação a abril de 2021.

A retração no grupo formado por “Rússia e outros CIS + Ucrânia” foi de expressivos 18,4%, de 7,3 Mt. Os russos são o quinto maior produtor de aço do mundo e o segundo na oferta de carvão. Já a Ucrânia, embora não esteja entre os dez primeiros, é a 14ª maior produtora de aço, segundo a World Steel Association.

Maior produtor mundial, a China produziu 92,8 Mt em abril de 2022, queda de 5,2% em abril de 2021. Na Índia, por outro lado, o setor reagiu, produzindo 10,1 Mt, alta de 6,2%. Nono no ranking mundial, o Brasil produziu 2,9 Mt, queda de 4,0%. Estima-se que o Irã tenha produzido 2,2 Mt, queda de 20,7%.

Além dos impactos nas siderúrgicas da Ucrânia, atingidas por bombardeios russos, e da Rússia, alvo de sanções econômicas internacionais, o conflito fez o preço das principais matérias-primas para a produção de aço dispararem, o que pode ter levado às indústrias a pisarem no freio. O valor do carvão mineral, que responde por até 50% do custo de produção do aço, havia subido 315,8% até abril.

O preço de outros insumos importantes também disparou. O ferro-gusa subiu 218,7% e a sucata teve alta de 158,7%. “Rússia e Ucrânia representam mais da metade da produção mundial de gusa. Com esses dois mercados fora, o preço do gusa explodiu. Naturalmente, a sucata, como substituta, veio junto. As usinas integradas estão sendo pressionadas pelo carvão e as usinas elétricas sendo pressionadas pelo gusa e pela sucata”, explica o presidente do conselho do Instituto Aço Brasil, Marcos Faraco.

Faraco tem defendido que o aço não tem participação significativa na inflação do país. “Alguns setores industriais têm dito que o aço está causando inflação e participa do núcleo da inflação. Segundo a FGV, a contribuição da inflação vinda do aço é marginal em relação à inflação que está se vendo no atacado do Brasil. O aço não pode ser, de forma alguma, responsabilizado pela inflação. Os componentes que estão levando à alta da inflação não estão correlacionados ao aço”, rebateu.

Produção de aço por regiões

A África produziu 1,2 Mt em abril de 2022, queda de 5,4% em abril de 2021. Ásia e Oceania produziram 121,4 Mt, queda de 4,0%. A UE (27) produziu 12,3 Mt, queda de 5,4%. 

O Oriente Médio produziu 3,3 Mt, queda de 14,5%, América do Norte produziu 9,4 Mt, queda de 5,1%. Rússia e outros CIS + Ucrânia produziram 7,3 Mt, queda de 18,4%. A América do Sul produziu 3,6 Mt, queda de 4,8%.

Contato

Tel.: (32) 3532-6362
WhatsApp: (32) 98420-4422

Endereço
Rodovia Km 6, Ubá – MG, CEP 36500-000

Receba nossas novidades por e-mail

Falar conosco
Precisa de ajuda?
Olá, podemos te ajudar?